terça-feira, 25 de dezembro de 2012

O que é e para que serve o QR Code?

O que é e para que serve o QR Code?

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Imóvel - O que você precisa saber antes de comprar

1 - Visite o imóvel em horários diferentes.Verifique se ele é bem iluminado,se é bem ventilado, qual a infraestrutura e os serviços existentes na região.

2 - Converse com os vizinhos. Pergunte se o lugar é muito barulhento e se já houve enchente ou inundação na região.

3 - Do lado de fora, observe a calçada em volta da casa para ver se ela está rachada ou trincada. Veja se o terreno está limpo, se tem local para escoamento de água (principalmente se o lote tiver partes cimentadas) e se tem barrancos que precisem da construção de muros de arrimo.

4 - Veja se os muros de arrimo estão manchados, trincados ou estufados.

5 - Verifique os pontos de lançamento de esgoto e águas de chuva. Veja se existe água empoçada ou algum obstáculo impedindo seu escoamento. Confira se a água passa por imóveis vizinhos.

6 - Procure descobrir trincas, rachaduras, infiltrações e mofo na construção, tanto
do lado de dentro quanto do lado de fora.

7 - Veja se existem problemas no acabamento, como: pintura descascada, manchada ou cheia de bolhas; azulejos e cerâmicas quebrados ou soltos.

8 - Abra todas as janelas e portas para verificar se estão funcionando corretamente. Veja se
elas apresentam marcas e outros defeitos, se os vidros estão quebrados ou soltos. Deixe as portas e janelas abertas por um tempo para ver se o imóvel é bem ventilado e tem iluminação natural.

9 - Veja se a água, a luz e o esgoto estão funcionando direito. Teste todas as
torneiras, chuveiros, vasos sanitários, lâmpadas e tomadas. Olhe embaixo das pias e dos
vasos para ver se não está vazando água. Olhe também o registro da água, a caixa de
fusíveis e a caixa de gordura. Ligue e desligue tudo para ver se está funcionando direito.
Se as ligações de água e luz não tiverem sido feitas, pergunte quanto tempo ainda vai
demorar e quanto vai custar para terminar.

10 - Veja se tem tomadas em todos os quartos, na sala, na cozinha e nos banheiros para você ligar os seus aparelhos elétricos.

11 - Olhe o telhado para ter certeza de que não tem nenhuma telha quebrada ou se tem algum problema com o madeiramento. Veja também se tem água empoçada ou manchas de mofo. Telha quebrada ou vazamento pode dar infiltrações que estragam as paredes. Se for um
apartamento no último andar, suba até a cobertura e veja se não tem água empoçada por lá. Isso pode causar infiltrações no seu apartamento.

12 - Em áreas que são sempre molhadas, como varandas, banheiros – inclusive o box,
ou a cozinha – jogue um pouco de água para verificar se ela escoa para o ralo sem empoçar.

13 - Se tiver armários, abra todas as portas e gavetas. Veja se estão funcionando normalmente e se não escondem algum defeito do imóvel, como infiltrações, problemas na pintura ou assentamento de cerâmica.

14 - Exija do vendedor que conserte todos os defeitos antes de comprar o imóvel. Se os reparos não ficarem bem feitos, desista da compra.

15 - Pergunte quem é o responsável técnico pelo projeto e pela obra e guarde uma cópia do documento do imóvel chamado Anotação de Responsabilidade Técnica. Se a construção foi feita sem acompanhamento de engenheiro ou arquiteto é maior a chance de problemas no futuro.

Se tiver qualquer problema causado por má construção, mesmo após a compra e ainda que o imóvel tenha sido financiado, o vendedor deverá fazer todos os reparos necessários.


caixa.gov.br

domingo, 3 de abril de 2011

DECLARAÇÃO DE AMOR AOS SERES HUMANOS



1. Todas as pessoas do mundo têm o direito de viver e de sonhar com um planeta mais justo e pleno de dignidade e de amor.

2. Todas as pessoas do mundo têm o direito de brincar na chuva e soltar barquinhos de papel nas sarjetas e enxurradas.

3. Todas as pessoas do mundo têm o direito a uma educação que forme seres humanos livres, criadores, inventores e produtores de novos conhecimentos.

4. Todas as pessoas do mundo têm o direito de construir a sua própria "Constituição", escolhendo os valores para nortear uma conduta pessoal solidária e fraterna.

5. Todas as pessoas do mundo têm o direito de estabelecer relações humanas amparadas na fraternidade e no respeito à diferença.

6. Todas as pessoas do mundo têm o direito de se encontrar pelos caminhos que levam à festa e à fruição da vida e da alegria.

7. Todas as pessoas do mundo têm o direito de escutar o Outro e comungar de suas esperanças e sonhos.

8. Todas as pessoas do mundo têm o direito de plantar girassóis para que todas as tardes sejam de primavera.

9. Todas as pessoas do mundo têm o direito de descobrir o sorriso ou a dor que mora no Outro.

10. Todas as pessoas do mundo têm o direito de ser, ao mesmo tempo, flor e beija-flor, para provar da doçura que é a natureza do Outro.

11. Todas as pessoas do mundo têm o direito de habitar em casas que sejam como corações abertos, acolhedoras e sem trancas, onde sempre brilhe a luz da fraternidade.

12. Todas as pessoas do mundo têm o direito de construir dentro de si mesmas um templo para o seu Deus, na forma em que O conceberem.

13. Todas as pessoas do mundo têm o direito de se embriagar de paixão e de se "jogar nos precipícios para colher morangos", somente saboreados por aqueles que ousam se atirar para além de todas as limitações impostas.

14. Todas as pessoas do mundo têm o direito de não morrer de saudade e de percorrer os caminhos que levam ao encontro e aos beijos dos amantes.

15. Todas as pessoas do mundo têm direito de que o trabalho seja um campo em que floresça a dignidade humana, sempre no horizonte de servir e amar o Outro.

16. Todas as pessoas do mundo têm o direito de serem os guardiões dos portões do Jardim da Humanidade.

17. Todas as pessoas do mundo têm o direito de saborear os frutos coloridos e suculentos da sabedoria, da arte e da ciência sem precisar dar dinheiro em troca.

18. Todas as pessoas do mundo têm o direito de não serem medidas por suas posses.

19. Todas as pessoas do mundo têm o direito de se expressar livremente, impregnando a palavra de paixão transformadora.

20. Todas as pessoas do mundo têm direito à comunicação e à informação para construir um mundo baseado na igualdade entre homens e mulheres.

21. Todas as pessoas do mundo têm o direito de acreditar que a unidade, com respeito às diferenças dos povos, é não somente possível, mas inevitável para alcançar a paz mundial.

22. Todas as pessoas do mundo têm o direito de saber a verdade sobre os caminhos e os roteiros que levam à liberdade e à dignidade.

23. Todas as pessoas do mundo têm o direito de conviver amorosamente com os animais e com todos os seres da natureza que estão na Terra.

24. Todas as pessoas do mundo têm o direito de transformar os muros que as separam em praças onde todos se encontrem para celebrar a cidadania e a solidariedade.

25. Todas as pessoas do mundo têm o direito de errar e serem amparadas carinhosamente na retomada da vontade de crescer e aprender mais e mais.

26. Todas as pessoas do mundo têm o direito a não mais ter medo das palavras Paz e Amor.

27. Todas as pessoas do mundo têm o direito de cultivar a terra e dela receber o alimento sagrado para o sustento do corpo e da alma.

28. Todas as pessoas do mundo têm o direito de chorar de alegria.

29. Todas as pessoas do mundo têm o direito de receber tratamento humano na saúde e na doença e de fazer escolhas livres e conscientes sobre tudo que envolva a vida e a morte.

30. Todas as pessoas do mundo que não sonham estes sonhos têm o direito de serem tocadas no coração para que desejem também caminhar na beleza...

Encontro de Jornalistas para a Paz
Florianópolis, dezembro de 1998

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Alzheimer – Parece mais não é


Principal causa da confusão mental nos idosos
Por Arnaldo Lichtenstein, médico*.

Recebi esse texto de um amigo por e-mail, achei interessante divulgar.

Sempre que dou aula de clínica médica aos estudantes do 4º ano de medicina, lanço a pergunta:
- Quais as causas que mais fazem o vovô ou a vovó terem confusão mental?

Alguns arriscam: "Tumor na cabeça"... Eu digo: "Não".

Outros apostam: "Mal de Alzheimer"... Respondo, novamente:

"Não".
A cada negativa a turma se espanta! E fica ainda mais boquiaberta quando enumero os três motivos realmente responsáveis que são mais comuns:
- Diabetes descontrolado;
- Infecção urinária;
- A família passou um dia inteiro no shopping, enquanto os seus idosos ficaram sozinhos em casa!!!
Parece até brincadeira, mas não é. Não raro os avós sem sentirem sede, deixam de tomar líquidos!
Quando falta gente em casa para lembrá-los, desidratam-se com rapidez. A desidratação tende a se agravar, e acaba afetando todo o organismo, causando confusão mental abrupta, baixa pressão arterial, aumento dos batimentos cardíacos (batedeira), angina (dor no peito), coma, e até morte.

Insisto: não é brincadeira!
Na melhor idade, que começa aos 60 anos, temos pouco mais de 50% de água no corpo! Isso faz parte do processo natural de envelhecimento. Portanto, nossos idosos têm menores reserva hídrica.

Mas há outro complicador: mesmo desidratados, eles não sentem vontade de tomar água. Pois os seus mecanismos de equilíbrio interno não funcionam muito bem, por isso precisam ser lembrados!

Conclusão:
Idosos se desidratam facilmente não apenas porque possuem reserva hídrica menor, mas também porque percebem menos a falta de água em seus corpos! E mesmo que o idoso seja saudável, fica prejudicado o desempenho normal das reações químicas, e as funções de todo o seu organismo.

Por isso, aqui vão dois alertas:

1 - O primeiro é para vovós e vovôs: tornem voluntário o hábito de beber líquidos. Por líquido entenda-se água, sucos, chás, água-de-coco, leite. sopas, gelatinas, e frutas ricas em líquido, como: melão, melancia, abacaxi, laranja e tangerina, também funcionam. O mais importante é, a cada duas horas, botar uma boa quantidade de algum líquido para dentro. Lembrem-se disso!
2 - Meu segundo alerta é para os familiares: ofereçam constantemente líquidos aos idosos. Ao mesmo tempo fiquem atentos. Ao perceberem que estão rejeitando líquidos e, de um dia para o outro, se ficam confusos, irritadiços, e fora do ar, atenção! É quase certo que sejam sintomas decorrentes de desidratação. Então, líquido neles, e rápido levem eles para um serviço médico.

Arnaldo Lichtenstein (46) médico, clínico-geral do Hospital das Clínicas e professor colaborador
do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo-USP

*Gostou? Então divulgue! Seus parentes e amigos precisam saber disto!